Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alerta Amarelo

Uma recordação, um desafio, uma escrita entre duas margens...mesmo chovendo, também faz sol.

Alerta Amarelo

Uma recordação, um desafio, uma escrita entre duas margens...mesmo chovendo, também faz sol.

Sempre Ouvi Dizer

Desde muito novo que gosto de ir ao cinema.


Em conversa com alguns amigos, recordo muitas vezes as sessões no Carlos Alberto (dois filmes por 2$50), as sessões da meia noite no Batalha, Olímpia e, noutras saídas (com a namorada…claro) uma ida ao Coliseu ou ao Trindade. Mais tarde, veio o Fantasporto…saía do emprego e enfiava-me logo no auditório Nacional Carlos Alberto (nome actual do velhinho Carlos Alberto) e de lá só vinha embora já de madrugada. Não ia para o cinema para dar uns beijos, comer pipocas ou dormir…ia para o cinema para sorrir, sonhar e viver intensamente as histórias.

Cinema Carlos Alberto

  

Gostei do Desafio das Águias…Ri-me à brava com as histórias de Louis de Funés, vi e revi Ben Hur. Isto, só para falar de alguns.


Também cheguei a sair à paulada e bofetada de uma sala de cinema. Ver o filme “Chove em Santiago” numa sala colocada em zona habitacional, feudo da extrema direita da cidade…era desafio só para alguns. Voltei lá mais 3(!!!!!) vezes, e consegui ver o filme que acabou por ser retirado para outra sala.


Hoje, e não sei bem porquê, talvez por causa dos filmes que foram candidatos a um Óscar, e também porque se aproxima mais um fim de semana, (altura ideal para ir ao cinema ou escolher um DVD para ver ou rever), reparo que sempre existiu modas ou tendências como quiserem chamar. Houve a moda dos filmes indianos, guerra, políticos, comédias, históricos…terror, fantasia, tragédias. Mais recentemente, apareceu a moda dos filmes que relatam histórias de deficientes…doentes…invisuais, surdos mudos, autistas, tetraplégicos…alguns, ou quase todos, premiados pelas excelentes interpretações dos actores.


Pelos vistos a moda continua, mas agora, relacionada com homossexualidade, mudança de sexo e afins.

Sempre ouvi dizer, “gostos não se discutem”, mas, sinceramente…estou com saudades do velhinho “E tudo o vento levou”.

 

Bom fim de semana.

Quanto mais facilidades...

A procura da pílula do dia seguinte continua a subir desde 2001, ano em que foi autorizada a sua comercialização em Portugal. Os últimos dados apontam para a venda de 219871 unidades, enquanto que em anos precedentes tinham sido adquiridas 187584. Estas informações e valores são os citados pela IMSHealth (empresa que faz os cálculo no mercado dos medicamentos). Números que os peritos interpretam, asseverando que é fundamental efetuar um estudo, para compreender se este fármaco está a ser usado como método de contraceção corrente, ou se é usado apenas quando o contracetivo usado falha.

 

Às vezes quanto mais facilidades existirem, mais se facilita...

 

E eu, pai de duas raparigas, fico a pensar: Mais que nunca, é preciso transmitir os valores corretos, os valores da vida...

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mensagens

Calendário

Outubro 2016

D S T Q Q S S
1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031

Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D